PPR – PROGRAMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA

A instrução normativa n° 1 de 11 de abril de 1994, prevê que o empregador deverá adotar um conjunto de medidas com a finalidade de adequar a utilização dos equipamentos de proteção respiratória (EPR), quando necessário para complementar as medidas de proteção coletivas implantadas, ou enquanto as mesmas estiverem sendo implantadas, com a finalidade de garantir uma completa proteção ao trabalhador contra os riscos existentes nos ambientes de trabalho. Todas as empresas que fornecem aos seus colaboradores EPR devem desenvolver e implantar o PPR.

 

O PPR deve contemplar, entre outros:

1. Os critérios para a seleção de EPR;

2. Treinamento aos colaboradores quanto ao uso, guarda, conservação, substituição e limitações do EPR;

3. Ensaio qualitativo (fit-test) com usuários de EPR;

4. Interface com o PCMSO (NR-7) e PPRA (NR-9);

5. Estar articulado ao “Programa de Proteção Respiratória – Recomendações, Seleção e Uso de Respiradores” da Fundacentro e também as Normas Brasileiras, quando houver, expedidas no âmbito do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – CONMETRO.

 

Ensaio de Vedação – Fit Testing e Treinamento

Conforme estabelecido pelo Programa de Proteção Respiratória da Fundacentro, a empresa deverá ministrar treinamento com usuários de EPR e o ensaio qualitativo, no mínimo, uma vez a cada 12 meses.

 

A Erg-Seg possui profissionais capacitados para elaboração do PPR em atendimento as suas necessidades, bem como para ministrar treinamentos relacionados a equipamentos de proteção respiratória e individual e realização dos ensaios de vedação qualitativos (fit-test).