ANÁLISE DE RISCOS

Como instrumento necessário na prevenção de acidentes e doenças do trabalho, a análise preliminar dos riscos (APR) consiste no desenvolvimento de um estudo prognóstico com a finalidade de se determinar os possíveis riscos que um sistema poderá apresentar. Este estudo norteia a análise de riscos, a qual tem como objetivos principais a identificação e avaliações dos desvios operacionais, de processos, falhas de equipamentos, bem como avaliar parâmetros de segurança, traduzidos em termos de possíveis danos ao funcionário e a terceiros.


A partir da descrição dos riscos são identificadas as causas (agentes/riscos) e seus efeitos (conseqüências), permitindo a busca e elaboração de ações e medidas de prevenção ou correção das possíveis falhas detectadas.


A priorização das ações é determinada pela caracterização dos riscos, ou seja, quanto mais prejudicial ou maior for o risco, mais rapidamente deve ser adotada uma medida de controle.


A análise de riscos não deve ser feita apenas com base nos riscos visíveis, mas também nos riscos possíveis associados ao ambiente de trabalho. Uma boa análise de riscos depende não só do senso crítico do profissional que está desenvolvendo o trabalho, mas também da sua experiência e know-how.